Crônicas

A lua dentro do coco


Quando ouviu pela primeira vez a história de um macaquinho que queria pegar a lua não imaginava que estava para perder o sossego. O tempo passou.  E pela segunda vez ouviu a antiga história. Havia se aposentado e morava na China. Explicaram-lhe que se tratava de uma lenda chinesa. Não se importou com a explicação, porque Minas Gerais e a China são o mesmo lugar, com nomes diferentes.

De passagem por São Paulo, decidiu escrever em versos a história. Agora mora numa cidadezinha no norte da Itália, chamada San Vito al Tagliamento. Quando no fim da tarde sai de bicicleta pelo campo, avista a lua no alto da montanha. Ele então pedala ao contrário, porque gosta de ouvir o barulho da catraca, sorri, e fica perplexo, observando a mesma lua de sempre.

Lua dentro do coco. Editora projeto. Porto Alegre, 2010.